O Direito à Dignidade.

A Junta de Freguesia de Arroios conseguiu garantir que os sem-abrigo que pernoitavam junto à Igreja de Arroios, fossem encaminhados para diferentes tipos de alojamento, na sequência de uma operação de higiene e limpeza necessária, no espaço circundante da igreja .

A Presidente da Junta de Freguesia de Arroios, Margarida Martins, anunciou ao DN que foi efetuada uma “intervenção de limpeza junto à igreja de Arroios”, para solucionar “um problema de higiene pública, do espaço público, e as pessoas que estavam ali não foram lançadas na rua..” Com a intervenção e auxílio de diversas equipas multidisciplinares, todos os sem-abrigo que assim o desejaram, foram incorporados em quartos ou associações.
Margarida Martins referiu ainda que as pessoas em situação de sem-abrigo que ali pernoitavam “têm direito à sua dignidade e por isso é importante a forma como se aborda o problema, é por isso que é importante que não sejam escorraçadas, mas sim encaminhadas pelas entidades competentes”.

A junta de freguesia contou com o apoio de entidades como a Santa Casa da Misericórdia e o Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo (NPISA) de Lisboa.

 


VOLTAR